Pecuária: segurança, rentabilidade e liquidez... (MiniFront)

  • Por Rodrigo Albuquerque - 6 de Maio de 2022

Companheira(o) que carrega o pó da viagem,

Escutei diversas vezes a frase: “a pecuária é um negócio único pois tem segurança, rentabilidade e liquidez”. Dizia-se ainda que o negócio tinha as três características de maneira equilibrada. Escutei muito isso pelos idos de 1.995 a 2.013, mais ou menos... Pois bem, dez anos depois, vejamos:

Allflex online: https://www.allflex.global/br/

1.    Segurança: esse termo é muito amplo e um tanto subjetivo. O que é segurança para você? Se for patrimonial, até diria que em muitas regiões isso existe, mas a questão fundiária está longe de estar bem equacionada no Brasil. Se for segurança física, aí já está bem complicado porque roubo de gado, agroquímicos e máquinas, infelizmente têm se tornado frequentes com episódios violentos. No mínimo, a lataria da segurança está bem amassada;

2.    Rentabilidade: se no item anterior ainda cabe alguma discussão, nesse, esquece. Só um exemplo: vivemos rentabilidades com universos completamente diferentes de 2020 para cá, só para citar o confinamento. Houve momentos de se fazer R$ 1.000,00 por boi em 2020, que contrastaram com perdas de mesma equivalência em out/2021, para muitos. Lembro muito bem do Antônio Chaker em um evento da Scot Consultoria, mostrando um terço das fazendas perdendo dinheiro. O para-brisa da rentabilidade não existe mais. Cabe a você construir a sua, gerindo seu risco de preço por conta própria. O mercado não te entrega mais a tão desejada rentabilidade de mão beijada;

3.    Liquidez: esse pilar sempre foi o mais inquestionável para quem investe em pecuária. Dizia-se: “você vende qualquer tipo de gado, o bom ou o ruim... tirando vaca recém parida, tudo tem saída imediata, basta colocar no preço de mercado”. Com a valorização do gado de qualidade de 2018 para cá, a famosa frase “não existe gado ruim, existe gado caro”, passou a ser “não existe gado caro, existe gado ruim” (a frase invertida, aparentemente sutil, escancara o raciocínio mais recente de que gado bom, sempre encontrava liquidez a preços aquecidos, ao contrário da anterior, frase mais antiga, que sinalizava que até o gado ruim tinha liquidez, desde que não estivesse caro). Mas o cenário de hoje mudou drasticamente.


A liquidez foi o último dos pilares que caiu. Nos últimos 30 dias, exemplos de algumas frases que escutei: “não sei o que faço agora. Todo ano vendo nessa época uma garrotada erada, prontinha para ir ao cocho. Esse ano, não é nem questão de preço baixo, o problema é o comprador que está ausente”; “tenho 30 anos de mercado, eu nunca vi algo como setembro/outubro do ano passado, quando ter boi no cocho virou problema sério”; “tenho 25 anos na lida do comércio de gado, estou vendo em Goiás, novamente o mesmo problema de liquidez de 2021, menos de um ano depois. Isso é inédito”. Obs.: o sujeito de Goiás, referia-se ao fato da maior e mais estratégica planta de abate do estado (Mozarlândia/GO) ter sido parada abruptamente e de maneira indefinida há algumas semanas, em função de ter perdido a habilitação para exportação de carne à China.

Consolidando... Pecuária: segurança, rentabilidade e liquidez, equilibradas??? Esqueça esse tempo, ele não existe mais. E aí? O que fazer?

Não preciso nem gastar a ponta do dedo. O final do MiniFront da semana passada encaixa novamente na resposta, como uma luva. E para facilitar o seu trabalho, copio o parágrafo aqui: “como enfrentar tudo isso? Sendo direto: seja melhor que você ontem! Para isso temos que nos abrir para as mudanças na lida diária. A pecuária do futuro é um convite intransferível à sua evolução como agro empreendedor. Quem não entender, ficará pelo caminho”.

Não se esqueça: os filhos e o mercado são iguais ao vídeo game... A próxima fase é sempre mais difícil.

Rodrigo Albuquerque

Aviso legal: nenhum conteúdo do Notícias do Front deve ser entendido como recomendação de venda/retenção/compra de qualquer ativo, título ou derivativo agrícola, ou ainda como recomendação de investimento, mas sim, deve ser entendido meramente como opinião pessoal na data da sua publicação.

CASO QUEIRA DESFRUTAR O CONTEÚDO DO EPISÓDIO ACIMA, NA FORMA DE ÁUDIO (PODCAST), BASTA APERTAR O PLAY:

Artigos Relacionados

Diferencial de base sem base
  • 25 de Fevereiro de 2022

Comentários ( 0)

Escreva um comentário