Os pessimistas terão trabalho... (MiniFront)

  • Por Rodrigo Albuquerque - 29 de Abril de 2021

Companheira(o) que carrega o pó da viagem,

Um recado para você que está pessimista: você vai ter trabalho! Vamos elaborar um “cadiquinho” isso aí... Eu sei que os pessimistas com o preço da arroba estão um pouco mais “alegrinhos”. Finalmente o mercado começa a dar algum motivo para tanto.

Compre online Allflex: https://www.allflex.global/br/

Já havíamos alertado uma melhora de fluidez na originação do gordo há duas semanas, mas nos últimos dias a praça de SP acusou a tendência de maneira mais contundente, fixando a escala no maior patamar dos últimos meses (4.5 dias, maior?!). Tendência sazonal esperada.

A caixa de ferramenta foi aberta com forte pressão no mercado futuro a partir da quarta e alternância entre o “fora das compras” e preços balcão menores. O milho também “virou os arreio”, até de maneira mais intensa conforme explicado aos assinantes.

Além de maior oferta, percebemos que a influência do clima (mais seco e mais frio que o normal) também ajudou a amolecer o bovino. Não fosse suficiente, o dólar resolver orbitar abaixo dos 5.50, contribuindo decisivamente para que os frigoríficos iniciassem, de fato, uma pressão mais forte do que vinham tentando.
Creio que esse clima nebuloso deve permanecer por pelo menos mais duas semanas no boi gordo. Animai-vos, portanto, pessimistas!

Do ponto de vista de intensidade dessa correção, quem estudou as três curvas de preços mais prováveis para o ano de 2021, as quais eu apresentei no Notícias do Front de 13/março (https://gestaoderiscoempecuaria.com.br/noticias/lista/noticias-do-front/), deve-se lembrar que eu falei em potencial de R$ 10,00/@ de queda na safra.

Pois bem, o pico do boi em SP foi R$ 317,50/@, em 07/abril (R$ 310 x R$ 320). Nessa quinta, falamos em R$ 311,00 (R$ 300 x R$ 315). Portanto, no físico não foram ainda os R$ 10,00/@ de baixa em SP, mas no futuro sim (maio tem se posicionado entre R$ 305 a R$ 307). Os próximos dias serão fundamentais para o destino de curto prazo (próxima parada R$ 300?).


Preço é formado por oferta, mas também por demanda. Temos pela frente uma virada de mês, com auxílio emergencial pingando e o Dia das Mães. Dados do Caged mostram que “nós havíamos perdido 1,6 milhão de empregos durante a pandemia... Já criamos 2,2 milhões... Já passamos do nível de emprego formal que tínhamos pré pandemia” (Paulo Guedes). Os EUA crescendo a taxa de 6.4%AA e China beirando 18%. Com a massificação da vacina que vamos passar nos próximos 90 dias, não vejo desmatelo na demanda, pelo contrário. Do lado da exportação, as ofertas de venda dos frigoríficos subiram USD 200/ton nesse semana!!!

Nos próximos dias vamos continuar procurando o fundo dessa safra e temos que respeitar esse momento. Safra é safra e não se brinca com ela. Mas, da mesma forma que eu dizia no final de novembro no fim dos MiniFront “eu acredito fortemente no boi do primeiro trimestre”, hoje eu digo: eu acredito fortemente na arroba de junho/julho.

Pessimista, aproveite, depois de umas duas ou três semanas você vai ter muito trabalho para sustentar essa névoa pesada sobre o bovino! Obs.: a única excessão que eu dou razão para farol baixo no ânimo é para quem foi afetado de alguma forma pela questão saúde nessa pandemia.

Até a próxima! Saúde, saúde, saúde, Rodrigo Albuquerque!

Obs.: nenhum conteúdo do Notícias do Front deve ser entendido como recomendação de venda/compra de qualquer ativo ou derivativo agrícola, mas sim como opiniões pessoais, compartilhando algumas vezes nossa própria carteira de investimentos.

CASO QUEIRA DESFRUTAR O CONTEÚDO DO EPISÓDIO ACIMA, NA FORMA DE ÁUDIO (PODCAST), BASTA APERTAR O PLAY:



Artigos Relacionados

Comentários ( 0)

Escreva um comentário

Next Sites

Oops... Página não encontrada.

Desculpe, mas a página que está a procura não existe.