O trieiro da carne e da arroba (Front)

  • Por Rodrigo Albuquerque - 26 de Junho de 2020

Companheira(o) que carrega o pó da viagem,

Abaixo apresento dois gráficos com duas curvas em cada um deles.

A curva vermelha é o que eu chamo de “equivalente físico”, ou seja, a precificação diária da carcaça bovina com osso, calculada pelos preços médios do traseiro, dianteiro e ponta de agulha, respectivamente na proporção de 48%, 39% e 13%. Esta curva reflete em última análise o principal produto vendido pelo frigorífico nos últimos anos: a carne bovina em carcaça.


A curva verde é o Indicador Esalq/B3 a vista, que reflete a média da arroba nas cinco praças pecuárias do estado de SP, na metodologia do CEPEA, desenvolvida em conjunto com a bolsa.
O CEPEA é a fonte dos dados, que são tabulados e adaptados pelo Front, como detalhado acima. Em resumo, temos na mesma relação numérica a arroba e a carne.

O primeiro gráfico expressa a relação da arroba e da carne dos últimos 5 anos:



O segundo gráfico expressa a relação da arroba e da carne de 2019 e 2020:



Tire as suas próprias conclusões... Alguma dúvida? Estamos marcando um podcast especial com um profundo entendedor do assunto nos próximos dias. O final do atual movimento da arroba terá tudo a ver com o conteúdo acima. Até a próxima semana!

Artigos Relacionados

O domingão do boizão (Front)
  • 14 de Julho de 2020

Comentários ( 0)

Escreva um comentário

Next Sites

Oops... Página não encontrada.

Desculpe, mas a página que está a procura não existe.