O placar pecuário do primeiro semestre (MiniFront)

  • Por Rodrigo Albuquerque - 5 de Julho de 2019

Companheira(o) que carrega o pó da viagem,

Toda semana há um novo capítulo na infindável novela dos preços pecuários e desta vez, o protagonista foi o frio. Desde a última quarta (26/06), circulam mensagens sobre uma massa polar confirmada com mínimas “bem mínimas”.  O produtor rural hoje é antenado e quem tinha lote pronto se antecipou, realizando a venda, aumentando a fluidez das escalas, como havíamos dito no Front (“a indústria paga mais e consegue algum alívio, como ocorreu nos últimos 3 dias em SP”). O mercado físico de SP recuou mais ou menos R$ 1/@ na média.


Porém, informações dão conta que a “revoada” já teria encerrado, deixando esta onde de oferta tal como uma marolinha. Obs.: há também a entrega de boiadas de termo, iniciando neste momento, fato que se confunde um pouco com o impacto do frio.

É interessante notar que a perda da mínima do mercado físico foi tão mínima quanto a temperatura prevista para o encerramento desta semana no centro-sul. Houve apenas pressão nos preços máximos (que ainda ocorrem, mas com frequência menor). Já na BMF, de terça para quarta o mercado caiu mais ou menos R$ 3 a 4/@. Já recuperando daí em diante...

As geadas devem ocorrer, mas a boa umidade ainda presente (MS, por exemplo), deve reduzir seus impactos. Evidente que o risco não pode ser negligenciado, mas a verdade é que a suplementação não é mais mistério para ninguém e quem está engordando boiada neste momento, em sua grande maioria conta com esta estratégia, estando portanto, menos exposto ao problema. Para a reposição, esta sim mais baseada em pasto, dependendo da região e do nível das geadas, pode haver dificuldade e consequente relaxamento pontual.

Sabe o que mais chama a atenção? É que a fome por abater boi não cede, mesmo com o alongamento de escalas (em algumas localidades) e os lotes grandes, de boiada nova e bem acabada continuam com negócios “diferentes”. Atitudes significam prioridades! Segue o jogo!

“Ganha o jogo quem presta atenção no campo e não no placar”. Mas, no intervalo do primeiro para o segundo tempo, uma “curiada” no placar é bem vinda... Há um número mágico nos preços pecuários da primeira parte de 2019. Descubra qual é no Front Premium! Que venha o segundo tempo! Até a próxima semana!

Fotos em destaque: sexta edição do Dia de Campo Pecuária à pasto – primeiro passo, conduzido por Armélio Martins e Mariana Martins, em Bela Vista/GO, no qual palestramos; Homenagem recebida da Cargill-Nutron/Agropecuária Grande Lago, em função dos bovinos da família estarem no TOP 5 do boitel Grande Lago quanto aos indicadores zootécnicos. Agradeço, em nome de quem realmente merece: a equipe da fazenda e o Adriano Martins, que a conduz!

Artigos Relacionados

Acabou a safra (MiniFront)
  • 28 de Junho de 2019

Comentários ( 0)

Escreva um comentário

Next Sites

Oops... Página não encontrada.

Desculpe, mas a página que está a procura não existe.