O placar do primeiro tempo pecuário de 2018 (Blog MiniFront)

  • Por Rodrigo Albuquerque - 29 de Junho de 2018

Companheiras(os) que carregam o pó da viagem,

Disse no último Front que “a água dos preços estava para passar por cima do aterro da represa” de contenção da compra de boi. Parece que já “merejou” do lado de lá! A média da arroba do boi no Brasil subiu R$ 0,68, alcançando R$ 132,94 na semana (dados Scot/IBGE adaptados marcam a terceira semana seguida de variação positiva).

É nítido que a oferta de gado intensifica sinais de esgotamento, fazendo o sobrepreço acima do balcão (“personnalité”) aparecer, principalmente para lotes maiores. Vários frigoríficos estão com escalas “para dentro” da próxima semana. Não dá para dizer que a oferta é homogeneamente escassa em nível Brasil, porque ainda há praças com bois de final de safra de pasto. Mas é fato que o primeiro giro do confinamento está menor e, além disto, atrasado.

Quem segue caindo (além do Neymar) é a dupla demanda interna e externa. Quanto à interna, o problema tem sido o preço: o atacado com osso que estava em queda, “contaminou” o atacado sem osso e o varejo (até o frango caiu). A margem da indústria, entretanto, não “desmantelou”, mas isto faz a “fome” dela arrefecer. A virada de mês, deve dar um respiro, mas as férias em início podem atrapalhar. Quanto ao mercado externo, o problema é volume exportado (inferior ao primeiro trimestre). O preço explodiu em R$ e em US$, amenizando o fato. No frigir dos ovos, dá para dizer que a arroba está em recuperação, de intensidade leve. Não é um alta, apenas uma recuperação, ok?!?

Fim da safra agropecuária 17/18! Também já dá para dizer que a metade do ano e da Copa estão no retrovisor. É uma boa hora para uma olhada no placar do jogo. Vamos ver no Front tradicional? Lá deixo uma recomendação geral para o segundo semestre! Até a próxima!

Obs > foto em destaque: festa junina, que é talvez a única oportunidade em que o Agro, pela força cultural da data, chega até as crianças das cidades. É pouco, para termos #agrokids conscientes.

Artigos Relacionados

Comentários ( 0)

Escreva um comentário