O curto prazo da arroba – 19.10.19 (MiniFront)

  • Por Rodrigo Albuquerque - 19 de Outubro de 2019
Companheira(o) que carrega o pó da viagem,

A semana consolidou a entrada do atacado do mercado interno para valer, como pilar de sustentação da arroba. Dados da Scot mostram que tivemos a semana de maior recuperação nos preços do atacado sem osso dos últimos 25 meses. Dá para dizer que houve um “rallyzinho” de alta na carne, apesar de estarmos no meio de mês. A carne é para cima, batendo seus recordes nominais por vezes, assim como faz o boi, que cravou novo recorde histórico (R$ 164,60/@ a vista no Indicador Esalq/B3, que reflete o mercado físico de SP).

A média da arroba do boi gordo no Brasil (dados Scot/IGBE adaptados pela metodologia do Front) aponta para R$ 153,61/@ a prazo, o que é R$ 10,41 maior que 01.01.19.

Estamos na 12ª semana seguida de aquecimento da arroba, nessa trajetória auspiciosa desde 01/agosto... A bolsa retornou às máximas cotações que já havia sinalizado para out/19 e renovou consistentemente suas máximas de preços para nov/19, assim como para toda a curva de 2020 (out/20 foi cotado em R$ 182/@).

A exportação, seguindo os números do início deste mês, pode alcançar o maior volume embarcado da história... O mercado de carne ignora a entrada na segunda quinzena do mês da mesma forma que os frigoríficos ignoram as escalas longas (em função do termo), ao se absterem de testar ofertas menores. Não o fazem pois a expectativa é de que haverá menor oferta de gado para abate “logo ali”, adiante.

O que faz frigorífico testar preço mais baixo não é escala longa, mas sim a expectativa do futuro de curto prazo da oferta. Esta expectativa não é boa, ao contrário da demanda, que seguirá firme.

Em resumo: aonde vai parar? Sabe como é perigoso tentar pegar uma faca caindo? Pois bem, o boi segue o mesmo raciocínio na via inversa (subindo), graças a Deus. Segue o jogo!

Em 2019, estamos vendo algo interessantíssimo já alertado aqui: frigoríficos absolutamente escalados (não raramente para mais mais de mês graças ao termo), mantém ofertas firmes, ao ponto de vermos recorrentes recordes nominais da arroba. Uai, mas o termo não fazia o boi baixar ?!?!?! Quem manda na sua casa e dá a palavra final? E no mercado? Ela, sempre ela... Até a próxima semana!

Fotos em destaque: a semana na roça, literalmente.

Artigos Relacionados

Se pagar R$ 300,00, o boi aparece?
  • 15 de Janneiro de 2021
Achou o fundo (MiniFront)
  • 19 de Dezembro de 2020
Tá derramado (MiniFront)
  • 4 de Dezembro de 2020

Comentários ( 0)

Escreva um comentário

Next Sites

Oops... Página não encontrada.

Desculpe, mas a página que está a procura não existe.