O curto prazo da arroba – 14.11.2020 (MiniFront)

  • Por Rodrigo Albuquerque - 14 de Novembro de 2020

Companheira(o) que carrega o pó da viagem,

No último MiniFront fiz dois alertas: nosso preço chegava perto de US$ 55/@ e a margem para o mercado interno, nos atuais preços de originação, havia caído bastante. Eu sentia que algo poderia ocorrer negativamente e isto se aproximava...

Os fatos acima, aliados ao esfriamento do dólar e à intensificação da disparada da arroba, ambos ocorridos no início de novembro, colocaram a geração de caixa das indústrias em um nível bem mais baixo que a havida nos três primeiros trimestres, especialmente para a desossa (frigoríficos maiores). Em tempo: antes de você me xingar, eu lhe digo que 2020 foi para lá de espetacular para a indústria até o T3! Mas não é porque seu bolso está muito lotado de grana, que você fica tranquilo em ficar perto de começar a perdê-la! Idem para o frigorífico!

Compre ALLFLEX online: https://www.allflex.global/br/

A gota d`água foi o boi de R$ 300 ocorrido na última terça, porque esse não desce fácil para quem está “do lado de lá” (há barreira psicológica na venda e na compra também). Além disto, a oferta assumiu um dinamismo crítico, que raríssimas vezes vemos no mercado.

Ato contínuo, dois grandes players se retiraram das compras, na quarta. Em questão de horas a B3 caiu cerca de R$ 18 no novembro. Felizmente, as demais empresas continuaram nas compras, em nível de preço praticamente idêntico ao que girava até terça. No encerramento da semana, em plena “sexta 13” até quem havia parado de comprar, claramente dava sinais (e atitudes) que a suspensão de negócios não prosperará.

Estamos exatamente no limiar histórico em termos de US$/@, acima do qual poucas vezes orbitamos; desde jan/17 a maior duração ininterrupta de uma “pernada” de valorização da arroba havia sido de 17 semanas em nossa metodologia (Dados Scot/IBGE adaptados). Acabamos de completar a 18ª semana, recorde histórico absoluto (saímos de R$ 200,00 em maio para R$ 280 a 300/@).

Tudo dá motivo para você pensar em teoria da conspiração, nessa nossa sociedade bipolarizada: final da Copa do Mundo, eleições no Brasil/EUA e até o preço da arroba. Cuidado com o “revanchismo” com os seus parceiros de negócios. Há um clima que jamais vi, repleto de sangue nos olhos do lado da compra e da venda do bovino pra abate... A tensão está crescendo dramaticamente... Tire toda esta poeira dos olhos, sobretudo dos ouvidos de quem fomenta este desnecessário e temerário confronto entre vendedores e compradores.


A verdade é que temos que ter muita atenção a partir de agora, estamos em águas pouquíssimas vezes navegadas (ou mesmo nunca, em alguns aspectos). O boi vai seguir firme. Até agora pouco ou nenhum efeito em termos de queda de preço no mercado físico.

Toda aposta em desfavor do preço da arroba em 2020 terá enorme dificuldade em ser exitosa, mas um dia será e este dia pode estar se aproximando. Prepare-se, os ventos que causam turbulência e o som do trovão chegam antes da tempestade. Eles já chegaram.

Dado a magnitude de enraizamento da fortaleza da @, digo que o posicionamento de 2 compradores por sí só, não vai fazer o boi derreter. Quem sabe, tire o ímpeto e a volúpia da alta desenfreada. Mais atitudes virão, certamente. Quem sabe... Quem sabe?

Ninguém sabe! Mas eu tenho um caminho que considero mais provável para os próximos passos da arroba, o qual compartilho com os assinantes do Front Premium. No final de uma cascata de atitudes de players do mercado, há um gatilho que tem o potencial de reverter o cenário de alta da arroba . A cascata foi acionada, mas o gatilho ainda não. Segue o link do podcast onde compartilho minha opinião com os assinantes do Notícias do Front:  
https://gestaoderiscoempecuaria.com.br/noticias/lista/noticias-do-front/

Uma ressalva: eu não tenho a menor certeza de estar certo no raciocínio acima porque eu não domino o futuro. Mas tenho obrigação de capturar todo o valor que o mercado me oferecer. A maior volatilidade do ano, vivida agora, entrega risco hercúleo e, ao mesmo tempo, uma fantástica possibilidade de captura de valor. Tudo depende da estratégia, e quem não a tem, faz parte da estratégia de alguém... Que Deus (e a gestão de risco) nos proteja! Vamos para o juízo final!

CASO QUEIRA DESFRUTAR O CONTEÚDO DO EPISÓDIO ACIMA, NA FORMA DE ÁUDIO (PODCAST), BASTA APERTAR O PLAY:




Artigos Relacionados

Comentários ( 0)

Escreva um comentário

Next Sites

Oops... Página não encontrada.

Desculpe, mas a página que está a procura não existe.