Entre, a casa é sua... (Blog Front)

  • Por Rodrigo Albuquerque - 20 de Julho de 2018

Companheiras(os) que carregam o pó da viagem,

Seja bem vindo! Esta é a sua nova plataforma de notícias sobre gestão de risco em pecuária... Este espaço foi feito com muito carinho! Explico adiante os detalhes adiante.

1)    COMENTÁRIO DA CABINE DE COMANDO
Pela sexta semana seguida, a variação foi positiva na média da arroba do Brasil (dados Scot/IBGE, adaptados), porém, podemos dizer que o ritmo podia ter sido melhor porque foram apenas R$ 3 de recuperação em um mês e meio. Nesta última semana foram mais R$ 0,43/@, de modo que chegamos em R$ 134,46/@, a prazo e livre, na média do País.

O bimotor dos preços da arroba está decolando apenas com o motor da oferta reduzida. Nosso segundo motor, a demanda aquecida (conhecido também como atacado em alta – nosso propulsor mais forte), está operando apenas parcialmente (para a exportação). Resultado: o boi decola em emergência, bem menos pujante do que gostaríamos. Você se lembrou do que ocorre atualmente em nossa economia? Nada é por acaso... Tem outro ponto: estamos na segunda quinzena de um mês de férias escolares... menos mal que nossa competitividade com o frango está melhor do que a média do ano.


De todo o modo, o mercado físico está firme! Apenas RS e ES perderam preço nos últimos dias. Os frigoríficos tentam segurar o balcão, entre outras estratégias, abusando do personnalité para lotes maiores que conseguem até R$ 3/@ (boi de R$ 150 em SP e de R$ 140 fora de SP, já ocorreram pontualmente).


A luta continua ferrenha para fechar as escalas da próxima semana e a maioria das praças terminará esta sem atingir este objetivo. Nos locais onde não há oferta de bois de pasto (como GO, p.ex.), as escalas do boi comum ficam mais “custosas”, pois a maioria dos confinamentos são ERAS. Como o escoamento da exportação está melhor, o EU segue também demandado. Já no norte do País, o escoamento de final de safra, ainda persiste.

2)    RECADO DA “MÃE DINAH”
“Se Maomé não vai até a montanha, ela vai até Maomé. Traduzindo: se o físico não sobe em direção ao futuro, ele desce até o físico, mesmo porquê, o futuro está cada vez mais perto. Uma nova arrancada do futuro só vai vir novamente com uma pressão mais consistente do físico”.

3)    BEEFRADAR (leve redução do percentil de alta, em direção à estabilidade)
15% queda | 35% estabilidade |50% alta

4)    HORA DO QUILO
“O fracasso deveria ser celebrado por suas lições, tanto quanto o sucesso é celebrado pelo prestígio” (Loria Oliver, empreendedora americana).

5)    TO BEEF OR NOT TO BEEF, A SUA REFLEXÃO SEMANAL
Bacana demais o trabalho conduzido pela Aprova (Associação dos Produtores Rurais do Vale do Araguaia), sede em Britânia/GO. Em junho, houve a exposição “importância da agricultura na vida do ser humano”, com obras feitas por crianças da região após aulas sobre irrigação e produção de alimentos. Também merece destaque o viveiro da Aprova para reflorestamento de áreas degradadas, que já produziu mais de 5.000 mudas em escolas da cidade. Detalhe: os próprios alunos produziram estas mudas! Parabéns para a diretoria Aprova! Espetacular!


6)    O LADO “B” DO BOI, A SUA CRÔNICA SEMANAL DE GESTÃO DE RISCO EM PECUÁRIA

Desta vez vou pedir a sua licença porque a ocasião é especial: vou responder três perguntas para você entender melhor este nosso novo espaço.

1.    O FRONT MUDOU PORQUE?
Para ser digno do tempo que você, por opção própria, nos destina! Esta é a principal razão de termos migrado para este local. O tempo é o seu recurso mais precioso e, portanto, deve ser absolutamente recompensado.

Para tanto, estamos investindo o nosso tempo aqui. A entrada no mundo dos podcasts, a criação do MiniFront, do Mercado Minuto, do painel de bordo pecuário, das pesquisas dataBOI/iBOIpe, todos em 2017, são exemplos. Recentemente, melhoramos a gravação dos podcasts e iniciamos a produção de vídeos, foco dos próximos meses. Vem muito mais por aí!!!

Estes conteúdos visam levar até você os insumos (na forma de exemplos, conhecimentos, etc) necessários para a sua reflexão e posterior decisão, ambos fundamentais. Nos dias atuais, quando encontramos as respostas, o mercado troca as perguntas. Há décadas, lutávamos para ter estoque na pecuária, mais recentemente nos esforçamos diuturnamente para produzir. Mas, o que vale agora, é construir margem, objetivo que demanda muito mais do que “simplesmente” produzir. Toda esta pressão gera angústia, dúvida, medo e stress em todos nós. O combate a estes sentimentos demanda, acima de tudo, decisão e atitude.

Mudamos, para potencializar a sua decisão e a sua atitude, nossos alvos, buscados ininterruptamente há mais de 6 anos. Em pouco tempo, deveremos completar meio milhão de sessões de consumo do Front, somando os podcasts e o blog desde o BeefPoint, onde nascemos. Também caminhamos com a agência Gest, que teve papel fundamental ao encarar o desafio de “parir” o NF2R, consagrado hoje como a marca líder da expressão “gestão de risco em pecuária” na pesquisa do Google da internet brasileira (o MAPA vem atrás, em segundo lugar). Muita gratidão ao Beefpoint, ao Companheiro Ricardo Heise e à Gest! Agora chegou a vez do https://gestaoderiscoempecuaria.com.br/ 

2.    COMO VAI FUNCIONAR O NOVO FRONT?
Abriremos nos próximos dias, a possibilidade do leitor se tornar assinante premium, ou melhor, companheiro do pó da viagem premium! Ocorrerá a venda de assinaturas recorrentes no cartão de crédito em duas opções: assinatura mensal de R$ 14,99 ou anual de R$ 149,99 (desconto de quase 17%). Obs.: há a possibilidade de pacotes corporativos e/ou parcerias de marketing com empresas, casos a serem tratados pontualmente. Importante: destinarei o equivalente a R$ 1/assinante/mês para o Hospital de Amor de Barretos, além de outras instituições, em rodízio devidamente comunicado pelo site.

O mais importante: a assinatura anual equivale a uma arroba de R$ 150, entendido como valor base. Este valor será reajustado anualmente pela variação do índice do boi gordo (para baixo ou para cima), através dos dados da Scot e/ou CEPEA. Será o primeiro produto do mercado, atrelado PARA SEMPRE na arroba do boi gordo. Parceria com o pecuarista é isto! O assinante pode, ainda, cancelar a assinatura recorrente a qualquer momento.

São aproximadamente 300 postagens por ano, o que dá R$ 0,50/postagem. Quem achar que não vale, sem problema nenhum e continua sendo muito bem vindo no Front. Para tanto, continuará com acesso ao conteúdo porém com um delay de até 7 dias (a partir da publicação). Desta forma, o conteúdo continuará a ser disponibilizado para todos, afinal de contas, uma vela que ascende outra, não perde a sua chama e as duas juntas duplicam a luz gerada!

O companheiro do pó da viagem premium receberá um login e uma senha, a qual disponibilizará, no ato da publicação, o acesso a todo conteúdo, além de um feed para uso dos podcatchers. Após o início das vendas, os não assinantes passam a contar com o delay para o acesso, com exceção do MiniFront, que terá acesso sem delay (pelo menos neste primeiro momento).

3.    O QUE É O NOVO FRONT ENTÃO?
É uma plataforma de notícias que reúne todo o conteúdo que produzimos em gestão de risco pecuário (blog, aúdio e agora também, vídeo). São 5 sessões no site, a saber: Notícias do Front, MiniFront (Front conciso), Mercado Minuto (vídeos, painel de bordo, informes para consumo “expresso”), Podcast (versões Front tradicional e Mini) e dataBOI/iBOIpe (pesquisas). Tudo o que produzimos estará disponível aqui e o usuário poderá navegar, escolhendo a profundidade que deseja atingir em cada tipo de informação.

Não somos apenas um blog, como no início, de modo que este novo modelo (plataforma de notícias) atende melhor ao que somos atualmente: um gerador de conteúdo de gestão de risco em pecuária. As informações sobre nossas palestras e minicursos também estão disponibilizadas no site, inclusive com agenda de eventos em que estivemos ou estaremos. Haverá a possibilidade de interação com o leitor, através de comentários que podem ser postados em cada notícia lida. Também há a possibilidade de cadastramento para receber mensagens (em whatspp/e-mail) com os links de acesso aos nossos conteúdos publicados. Enfim, desfrute! A casa é sua!

Foto em destaque: obra da exposição “importância da agricultura na vida do ser humano”, de Britânia/GO. Origem da foto: acervo Aprova.

Artigos Relacionados

Secou o bagaço da baixa (Front)
  • 19 de Dezembro de 2020

Comentários ( 3)

  • - Marcos

    Bom dia Rodrigo! Muito bem mesmo. Obrigado!

  • - Thiago

    Parabéns Rodrigo! Muito bonita a nova casa do front!

  • - Rodrigo Vieira de Albuquerque

    Obrigado, Marcos e Thiago!!!

Escreva um comentário

Next Sites

Oops... Página não encontrada.

Desculpe, mas a página que está a procura não existe.