As fazendas de “cria” tendem a desaparecer (Blog MiniFront)

  • Por Rodrigo Albuquerque - 26 de Abril de 2019

Companheira(o) que carrega o pó da viagem,

A arroba encerra a semana, tal como havia previsto o Front da semana passada: “O clima mudou, mas a arroba não está derramada”. As chuvas ainda aparecem (eu mesmo a vi no MS), os pastos ainda mantém vigor razoável e a temperatura deve reduzir suas máximas apenas nos próximos dias. O boi perde devagar as suas máximas, apenas isto, sem desespero... o movimento é natural!


As indústrias fecharam a escala de abril, em geral. Compraram melhor, sem dúvida. Mas a queda de braço está grande. A pressão é no máximo leve, salvo algumas praças mais pressionadas como GO, Belo Horizonte e SC. Há lugares em ascenção de preços (sul de MG, Rio Grande do Sul, Oeste BA, Pará, sul TO e RJ). Prova disto é que a arroba média do boi no Brasil ficou em linha, estacionada no R$ 146,52 a prazo (dados Scot/IBGE adaptados). A arroba está com uma preguiça danada para “pegar descendo”.

Se por um lado o meio de mês não permitiu melhoria para a carne no atacado (ainda tem a quaresma), o suporte de virada de mês com dois feriados na sequência pode ajudar (vale lembrar que o Dia das Mães, costuma ser a segunda melhor venda de carne, perdendo apenas para o Natal/Reveillon). De toda a forma, considero este mercado “alto para carpir e baixo para roçar” e não vejo mudanças grandes nas próximas semanas. Só restará aos frigoríficos tentar comprar a arroba um pouco mais em conta para retornar suas margens para a média recente (hoje está um pouco abaixo).

Qual é a chance de um soft landing para a arroba neste final de safra? A Mãe Dinah fala sobre isto para os assinantes. Segue o jogo e a quebra de braço!

Sobre o titulo deste episódio: antes de me xingar ou dizer que sou louco, calma! Caso você diga que eu não sei nada de pecuária, eu até posso concordar com você porque isto é verdade. Quem sabe, lendo o Front Premium, você concorde comigo... Deixo a pergunta: qual é o seu sistema de produção? Cria “derramada”, cria/engorda, recria, recria/engorda, engorda ou ciclo completo?

Até a próxima semana!

Fotos em destaque: matrizes de Jairo Machado e de Arthur Villas Boas, postadas em grupos de Whatsapp/Telegram pelo Ricardo Passos, além de lembranças da Páscoa com a família na fazenda. Detalhes no nosso Instagram @noticias_do_front.

Artigos Relacionados

Comentários ( 0)

Escreva um comentário

Next Sites

Oops... Página não encontrada.

Desculpe, mas a página que está a procura não existe.